Vinícius Cavalcanti caiu em cima do animal na Praia da Cacimba do Padre, na tarde da quinta-feira (14). Recomendação médica é que o surfista fique 15 dias longe do mar.

Recebeu alta hospitalar, na tarde desta sexta-feira (15), o surfista Vinícius Cavalcanti, que teve o rosto mordido por um tubarão, na Praia da Cacimba do Padre, em Fernando de Noronha. No final da tarde da quinta-feira (14), ele estava surfando quando caiu em cima do animal e levou a mordida.

O rapaz, que mora na ilha e vende açaí na Cacimba, disse que estava tranquilo e cumprimentou os funcionários do Hospital São Lucas, para onde foi levado, de carro, pela esposa após o ocorrido. Ele saiu caminhando da unidade de saúde, sem precisar de ajuda, e com um curativo na cabeça, após levar 83 pontos.

“Eu estou feliz com a alta, vou para casa, ficar alguns dias sem trabalhar. Vou ficar um tempão longe da praia, pelo menos uns 15 dias. Quando for possível, vou tirar os pontos e volto a surfar“, afirma o surfista, que tem 31 anos.

Ele, que teve ferimentos na face, no pescoço e na orelha, não reclama de dor. “Eu não estou sentindo dor, nem parece que tive algum problema, o pessoal do Hospital São Lucas fez um excelente trabalho, atenção total“, conta.

O surfista é advogado e mora em Noronha há dois anos. Na ilha, passou a trabalhar com a mulher e a cunhada na venda de açaí e pretende fazer bons negócios durante o Campeonato Mundial de Surfe Hang Loose, que acontece de 19 a 24 de fevereiro.

‘Não foi um ataque’

Em entrevista ainda no hospital, o surfista afirmou que não foi atacado pelo tubarão e que não vê a hora de voltar a pegar ondas no mesmo local. Ao levá-lo para a unidade de saúde, a esposa dele contou que Vinícius falou que a mordida do animal pegou no supercílio, na orelha, no queixo e no pescoço.

Por/Ana Clara Marinho